Última hora

Última hora

A pesada herança do futuro Governo espanhol

Em leitura:

A pesada herança do futuro Governo espanhol

Tamanho do texto Aa Aa

A revolta e a frustração fizeram-se sentir nas ruas de Espanha ao longo dos últimos meses.

Os oito anos do Governo socialista somados a uma crise financeira e à bolha do setor imobiliário deixaram Espanha com uma taxa de desemprego de 21%. Entre os jovens atinge os 45%. Muitos deles, “Indignados”, rumaram a Bruxelas para denunciar a situação.

Os 35 milhões de eleitores espanhóis deparam-se com uma direita e uma esquerda unidas, pelo menos na promessa de austeridade. O Partido Popular, de Mariano Rajoy, pouco revela sobre onde serão feitos os cortes. Tanto Rajoy como o líder socialista Alfredo Pérez Rubalcaba prometem reduzir o défice público de 6% a 3% do PIB até 2013.

O Governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero já tinha aumentado o IVA, congelando pensões, aumentado a idade da reforma e cortado nos salários da função pública, despoletando uma vaga de protestos.

Outro problema para o próximo Governo: como lidar com os militantes bascos, que anunciaram recentemente o fim da luta armada.