Última hora

Última hora

"Learning World": A odisseia da integração escolar de migrantes

Em leitura:

"Learning World": A odisseia da integração escolar de migrantes

Tamanho do texto Aa Aa

As crianças oriundas de famílias de migrantes deparam-se, regra geral, com grandes obstáculos na aprendizagem de uma nova língua e na integração numa cultura desconhecida, antes sequer de entrarem para a escola. O exemplo de três projetos destinados a superar este entrave na Tailândia, em Espanha e no Quirguistão.

A batalha escolar dos birmaneses na Tailândia

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações na Tailândia há cerca de dois milhões de birmaneses, mas apenas um quarto deles é legal. 200 mil são crianças.

Muitos fugiram com receio de perseguições políticas ou animados simplesmente pela promessa de um trabalho melhor pago.

No passado, os filhos de trabalhadores migrantes tinham poucas oportunidades de futuro. Mas 2005, marcou um ponto de viragem quando a Fundação para a Educação e Desenvolvimento iniciou um projeto com crianças.

“Escolas gueto?”

A escola primária Joan Sellarès i Pla é uma das instituições mais empenhadas na promoção da integração. Mas de 60% dos alunos vêm de outros países. Localizada num bairro humilde em Sabadell, próximo de Barcelona, a escola promove o ensino, mas também a coesão social e o respeito cultural.

Francisco Salmerón, o diretor, diz que “as escolas gueto são muitas vezes criadas no exterior, porque não sabem o que há no interior. A partir do momento em que as crianças entram na escola desaparecem as diferenças de raça, etnia, cultura, religião, língua. A escola uniformiza-os.”

Estudar para emigrar

Muitos jovens desempregados do Quirguistão emigram à procura de trabalho no estrangeiro. As autoridades do país estão financiar estágios vocacionais para ensinar a centenas de quirguizes as competências necessárias para que possam encontrar um bom trabalho em países vizinhos como a Rússia.

Na escola nº 16, em Osh, no sudoeste do país, existem aquilo a que se chama “aulas para migrantes. Todos os anos, centenas de estudantes aprendem, a título de exemplo, conhecimentos nas áreas de mecânica ou alvenaria.

alterasia
wikidiario