This content is not available in your region

"Learning World": A odisseia da integração escolar de migrantes

Access to the comments Comentários
De  Euronews
"Learning World": A odisseia da integração escolar de migrantes

<p>As crianças oriundas de famílias de migrantes deparam-se, regra geral, com grandes obstáculos na aprendizagem de uma nova língua e na integração numa cultura desconhecida, antes sequer de entrarem para a escola. O exemplo de três projetos destinados a superar este entrave na Tailândia, em Espanha e no Quirguistão.</p> <p><strong>A batalha escolar dos birmaneses na Tailândia</strong></p> <p>De acordo com a Organização Internacional para as Migrações na Tailândia há cerca de dois milhões de birmaneses, mas apenas um quarto deles é legal. 200 mil são crianças.</p> <p>Muitos fugiram com receio de perseguições políticas ou animados simplesmente pela promessa de um trabalho melhor pago.</p> <p>No passado, os filhos de trabalhadores migrantes tinham poucas oportunidades de futuro. Mas 2005, marcou um ponto de viragem quando a Fundação para a Educação e Desenvolvimento iniciou um projeto com crianças. </p> <p><strong>“Escolas gueto?”</strong></p> <p>A escola primária Joan Sellarès i Pla é uma das instituições mais empenhadas na promoção da integração. Mas de 60% dos alunos vêm de outros países. Localizada num bairro humilde em Sabadell, próximo de Barcelona, a escola promove o ensino, mas também a coesão social e o respeito cultural.</p> <p>Francisco Salmerón, o diretor, diz que “as escolas gueto são muitas vezes criadas no exterior, porque não sabem o que há no interior. A partir do momento em que as crianças entram na escola desaparecem as diferenças de raça, etnia, cultura, religião, língua. A escola uniformiza-os.”</p> <p><strong>Estudar para emigrar</strong></p> <p>Muitos jovens desempregados do Quirguistão emigram à procura de trabalho no estrangeiro. As autoridades do país estão financiar estágios vocacionais para ensinar a centenas de quirguizes as competências necessárias para que possam encontrar um bom trabalho em países vizinhos como a Rússia.</p> <p>Na escola nº 16, em Osh, no sudoeste do país, existem aquilo a que se chama “aulas para migrantes. Todos os anos, centenas de estudantes aprendem, a título de exemplo, conhecimentos nas áreas de mecânica ou alvenaria.</p> <p><a href="http://www.alterasia.org/201110031436/thailande-le-respect-du-aux-migrants-birmans/">alterasia</a><br /> <a href="http://wikidiario.info/news/life/education/-/aeb699f0-e01a-441c-b998-047e9db5c9a3/repor-individdual.html">wikidiario</a></p>