Última hora

Em leitura:

Depois do Bosão de Higgs, CERN pode virar-se para a matéria negra


i-talk

Depois do Bosão de Higgs, CERN pode virar-se para a matéria negra

Não acontece muitas vezes, mas há momentos em que a Ciência domina a atualidade e cativa multidões. O Bosão de Higgs tornou-se globalmente célebre depois de o CERN ter anunciado a sua descoberta. No entanto, sendo crucial, trata-se de um passo num caminho que é longo. O I Talk falou com Fabiola Gianotti, uma das mais destacadas cientistas do CERN.

Segundo Gianotti, esta é uma descoberta “fundamental para a compreensão dos princípios da física e da evolução estrutural do universo. Agora sabemos porque é que algumas partículas têm massa e outras não. E isto é muito importante para compreender os fundamentos mais básicos da matéria. Se as partículas elementares não possuíssem essa massa, não haveria átomos. Nem elementos químicos, nem química. O universo seria muito diferente. Talvez nem sequer existisse.”

Para esta investigadora, depois do Bosão de Higgs, o achado “mais entusiasmante que o acelerador do CERN poderia fazer no futuro seria identificar a partícula que constitui a matéria negra, que representa cerca de 20% da densidade energética do universo. Isso seria uma descoberta revolucionária.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

i-talk

O espaço é uma experiência sensorial