Última hora

Última hora

Futuro Negro para o Rio Negro

Em leitura:

Futuro Negro para o Rio Negro

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria aposta na energia hidráulica. Em breve pode ser produzida energia através da água, numa zona protegida. Mas será algo compatível com as leis europeias? A Comissão Europeia tem dúvidas. E os eco-guerreiros querem parar este projeto hídrico.

Johannes Gepp receia que estes dias de outono sejam os últimos para algumas espécies ameaçadas, que vivem na parte mais alta do “Rio Negro” na Áustria, uma zona selvagem e intocada. Dois investidores privados, um grande proprietário de terras juntamente com um príncipe abastado planeiam construir uma central de energia hidráulica. Gepp é um professor universitário de zoologia, de renome internacional e leva-nos até este deserto ameaçado, salientando a importância do “Rio Negro” para uma espécie protegida de lagostas, que aqui vive. Lagostas que, apesar de protegidas pelas leis europeias têm sido ignoradas pelas autoridades austríacas. A luta do professor consiste não só em salvar lagostas, mas também todo o ecossistema.