Última hora

Em leitura:

Gâmbia ecológica e turística


focus

Gâmbia ecológica e turística

Francois Chignac, euronews: “O continente Africano é conhecido pela fauna e pela flora. Mas aqui na Gâmbia é preciso olhar para o céu. Olhando para as árvores é possível ver que o país é um aviário gigante ao ar livre. Existem aqui mais de 500 espécies de aves, algumas muito raras. Para nos guiar e para nos dizer mais sobre as aves, juntamo-nos a um profissional: Solomon Jallow. É ornitólogo e um guia profissional e famoso em toda a África Ocidental. Solomon onde estamos neste momento?”

Solomon Jallow: “Estamos no Parque Nacional. Este Parque chama-se Tanji Bird Reserve. Atrás temos o Oceano Atlântico, de onde as aves vêm, de diferentes continentes, para uma ilha aqui. É por isso que esta reserva natural é muito importante para os habitantes da Gâmbia e para os turistas”.

É fácil esquecer que a Gâmbia é um pequeno ponto no mapa de África. De este a oeste mede 480 km e tem apenas 48 km de largura. Esta pequena joia da África Ocidental favorece o turismo ecológico conciliando meio ambiente, vida selvagem e a comunidade local. Amadores e profissionais vêm aqui para admirar as inúmeras espécies de aves.

Soloman Jallow: “As nossas aves são amigáveis, é possível abordá-las e aproximar-se. Temos aves muito coloridas e pássaros muito importantes na lista de observação de aves. A uma determinada altura a maioria das espécies observadas em África podem ver-se na Gâmbia”.

Turista: “É um lugar perfeito para começar em África, porque existem guias muito bons, o habitat é maravilhoso e as aves são muito fáceis de observar.”

François Chignac: “Agora, para uma mudança de cenário, estamos mais a sul no rio Mandina para ver uma reserva turística. A Gâmbia decidiu desenvolver um ecoturismo de qualidade à imagem da Makasutu, a floresta sagrada local, eleita a melhor reserva ecológica do mundo pelo Sunday Times “.

No meio de um verde exuberante existe uma reserva eco-turística de propriedade privada. Combina ecoturismo e turismo responsável com um desenvolvimento económico sustentável, de acordo com a ética dos proprietários James English e Lawrence Williams.

Os grupos de visitantes são pequenos, para reduzir o impacto negativo no frágil ecossistema florestal. Os moradores desempenham um papel vital na gestão da reserva que funcionava a energia solar.

Lawrence Williams, Diretor Makasutu: “Todos os funcionários que trabalham aqui vêm das aldeias próximas. Também nos temos concentrado muito na floresta, para nos certificarmos que o ambiente, o manguezal e a floresta também estão protegidos”.

“Desenvolvemos o “Projeto de Conservação Ballabu”, que é uma área de 85 Kms quadrados que rodeia a floresta Makasutu. La´dentro existe um novo projeto, o “grandes paredes abertas”, uma base comunitária de arte de rua. Nos últimos três anos fui trazendo artistas de todo o mundo para pintar nas comunidades locais. Pintámos nas casas das pessoas e o plano é começar a trazer turistas para verem a arte nas paredes. O que seria uma fonte de rendimento para as comunidades locais”.

Situada na floresta Africana na beira da praia deserta está a Eco Retreat Sandele uma reserva premiada.

É vencedora do “Prémio Viagem Ética” atribuído pelo The Guardian, o conforto dos turistas é garantido da forma mais sustentável possível.

Diretor Eco Retreat Sandele: “A filosofia é ajudar a população local. O edifício é feito por pessoas locais. Não usamos cimento, não usamos eletricidade, só energia solar”.

Fundado em 1979, este é o mais antigo projeto de reabilitação de chimpanzés de África e o lar de mais de 100 exemplares. Os chimpanzés selvagens desapareceram da Gâmbia no início de 1900, mas agora podem ser encontrados quatro grupos sociais distintos nas ilhas Baboon.

Habitante local que trabalha no projeto: “Alimento-os de vez em quando. Não sou o único. Somos dois ou três.”

Patrick Lewis, Diretor de Projeto: “Os chimpanzés são a nossa prioridade, mas temos problemas em financiá-los. Temos algum financiamento externo, mas desenvolvemos um projeto de eco-turismo para nos ajudar a fazer o nosso trabalho de cuidar dos chimpanzés”.

Bonus:
Tourism in Gambia, interview with the Minister of Tourism and Culture

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

focus

Os palestinianos que são duplamente refugiados