Última hora

Última hora

Mapear a Via Láctea

Em leitura:

Mapear a Via Láctea

Tamanho do texto Aa Aa

Olhando para o céu durante a noite é possível ver milhares de estrelas. Mas muito para além das visíveis existem milhões de outras escondidas na escuridão. Mais fracas, mais distantes, e profundamente misteriosas.

Podemos estar perto de as descobrir graças a um novo satélite denominado Gaia, que está a ser lançado pela Agência Espacial Europeia.

“Um passo fundamental para compreender o universo é entender o nosso universo mais próximo, a galáxia”, explicou Guiseppe Sarri, gestor do projeto Gaia da Agência Espacial Europeia.

O Gaia vai conseguir ver o céu com uns poderosos novos olhos e criar um mapa detalhado da galáxia em 3D. Algo nunca antes visto na astronomia.

Os astrónomos estão entusiasmados já que o satélite promete uma revolução. Vai observar, mapear e medir mil milhões de estrelas no total.

Para isso o satélite vai transportar a maior câmera digital que alguma vez voou para o espaço. Como Guiseppe Sarri salientou: “Estamos a falar de estrelas que são 400 mil vezes mais fracas do que as que podemos ver a olho nu.”

O grande número de dados recolhidos na missão deve ajudar os astrónomos a resolver alguns dos maiores quebra-cabeças no universo. Tais como a forma exata da nossa galáxia e os mistérios da matéria negra – a força oculta que molda o universo. O mapa da Via Láctea do satélite Gaia vai deixar o universo um pouco menos misterioso, mas nem por isso menos belo.