Última hora

Última hora

Comandante da polícia paquistanesa morto em atentado bombista

Em leitura:

Comandante da polícia paquistanesa morto em atentado bombista

Tamanho do texto Aa Aa

Chaudhry Aslam, comandante da polícia paquistanesa temido pelos Talibãs, foi assassinado esta quinta-feira na cidade de Karachi, num atentado bombista que vitimou outros dois oficiais.

O comandante Chaudhry Aslam, que fora já muitas vezes ameaçado de morte e que sobreviveu a várias tentativas de assassinato,
era famoso pela sua coragem no combate aos terroristas. Um bombista-suicida fez-se explodir no momento quando a viatura policial passava numa via rápida na zona leste de Karachi. A autoria do atentado foi já reivindicada pelos Talibãs.

Em 2011, depois de um brutal atentado bombista que destruiu a sua casa e matou oito pessoas, Chaudhry Aslam reafirmou a sua determinação na luta contra os terroristas e disse ter sobrevivido já a oito atentados.

Em reação à morte de Aslam, o chefe da polícia em Karachi, Shahid Hayat, elogiou a sua coragem e lembrou que a defesa da população de Karachi já custou às forças policiais centenas de vítimas. A cidade, que é considerada uma das mais violentas do mundo, é frequentemente palco de atentados bombistas. Em 2013, foram mortos em Karachi cerca de 200 agentes policiais

Os Talibãs acusavam Chaudhry Aslam de fazer justiça por suas próprias mãos. Num comunicado divulgado depois da sua morte, porta-voz da organização, Sajjad Mohmand, informou que o atentado foi preparado durante muito tempo e que o suicida foi treinado para este momento.

Aslam apelou algumas vezes ao financiamento da polícia paquistanesa, que se debate com falta de munições e de treino e que ganham um salário que não permite assegurar a subsistência das suas famílias.