Última hora

Última hora

Em leitura:

Boas Vibrações


futuris

Boas Vibrações

Em Turim, um projeto europeu de investigação tem como objetivo compreender o som emitido pelas peças das máquinas. A ideia é evitar falhas e o desafio é revelar todos os segredos da mecânica das vibrações.

De acordo com Alessandro Zanella: “As vibrações estão relacionadas com a rotação dos motores, de peças móveis e por aí fora… São a assinatura, a impressão digital da máquina… Conseguimos fazer um diagnóstico do estado da máquina através delas… Conseguimos dizer quando um certo ruído que é emitido evidencia alguma falha na máquina.”

Um rolamento de esferas gera um pico quando está prestes a partir. Esta anomalia pode ser detetada antes da falha, graças à rede de sensores, autoalimentados pela energia cinética.

O gráfico obtido a partir da análise da vibração é lido como se fosse um eletrocardiograma. Um sistema complexo de algoritmos consegue informações bastante detalhadas sobre o estado da máquina.

A complexidade dos dados recolhidos é reduzida entre a rede de sensores e a unidade central. Apenas os dados mais significativos são enviados ao servidor: “Analisam o fluxo de dados em tempo real e executam processos sofisticados de verificação, em termos de tempo e frequência. Avaliam as características que podem determinar com precisão a presença de falhas e só enviam estes dados para o sistema central. Confiaremos cada vez mais neste serviço para monitorizar virtualmente qualquer peça de equipamento de instalações industriais. Algo numa escala sem precedentes, mas a um preço acessível.”

Uma maquinaria mais segura para obter produtos de maior qualidade. É uma visão desenvolvida pelos analistas em vibrações que olha para o futuro.

Na opinião de Paul Havinga: “As vibrações estão em toda parte. Podem ser encontradas em aviões, helicópteros, equipamentos e comboios. Também mostram a qualidade e o estado da própria máquina, se terá alguma falha no futuro, ou não.

Dentro de alguns anos, poderemos ver como a tecnologia das vibrações está presente nos comboios, monitorizando a segurança dos passageiros, nos aviões… E também a vamos encontrar nas fábricas, para ver se funcionam corretamente.”

www.wibrate.eu

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Matéria prima feita de caranguejo

futuris

Matéria prima feita de caranguejo