Última hora

Última hora

Cimeira da UE: Tusk presidente do Conselho e Mogherini chefe da diplomacia

Em leitura:

Cimeira da UE: Tusk presidente do Conselho e Mogherini chefe da diplomacia

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes europeus, reunidos este sábado em Bruxelas, nomearam o atual primeiro-ministro polaco, Donald Tusk, para presidente do Conselho Europeu, e a chefe de diplomacia italiana, Federica Mogherini, para Alta Representante para os Negócios Estrangeiros.

O anúncio foi feito pelo ainda presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, na sua conta da rede social “twitter”.

Na conferência de imprensa conjunta realizada imediatamente após o anúncio das designações, Rompuy, já ladeado por Tusk e Mogherini, manifestou-se convencido de que o Conselho Europeu fez escolhas acertadas e de que a representação da UE estará em boas mãos.

Rompuy, cujo mandato termina a 30 de novembro, precisou que Tusk entrará em funções a 1 de dezembro, para um mandato de dois anos e meio, e acumulará o cargo com o de presidente das cimeiras da zona euro (algo que já acontecia com o próprio Rompuy, havendo agora a novidade de as cimeiras do euro passarem a ser presididas por uma personalidade de um país que não pertence ao espaço monetário único, a Polónia).

Mogherini, deverá iniciar funções um mês antes, a 1 de novembro, em conjunto com o restante colégio da futura Comissão Europeia liderada por Jean-Claude Juncker, que integrará como vice-presidente.

Neste caso, terá, tal como os restantes comissários, de passar antes por uma audição e votação no Parlamento Europeu.

Após a conferência de imprensa, os trabalhos foram retomados, com os líderes dos 28 a concentrarem-se nos assuntos que dominam a política externa, com destaque para a crise na Ucrânia e o conflito com a Rússia.