Última hora

Última hora

Kerry: "Vamos lutar o tempo que for preciso"

O secretário de Estado norte-americano promete levar até ao fim a luta contra os radicais islâmicos, numa reunião de ministros da coligação internacional.

Em leitura:

Kerry: "Vamos lutar o tempo que for preciso"

Tamanho do texto Aa Aa

Os combates na cidade de Kobani, na Síria, perto da fronteira com a Turquia, subiram de tom. As poucas equipas médicas presentes no terreno preparam-se para um grande afluxo de feridos.

Point of view

O objetivo desta reunião é conseguir um documento comum em que passamos a mensagem de que estamos unidos em todas as frentes e empenhados nesta campanha o tempo que for preciso para vencer.

Entretanto, em Bruxelas, reuniram-se os ministros dos países que participam na coligação internacional que combate o autodenominado Estado Islâmico.

Para o secretário de Estado norte-americano John Kerry, esta é uma guerra que pode levar muito tempo: “O objetivo desta reunião é conseguir um documento comum em que passamos a mensagem de que estamos unidos em todas as frentes e empenhados nesta campanha o tempo que for preciso para vencer”.

O exército sírio livre e os combatentes curdos Peshmerga têm conseguido conter as forças dos radicais, que tentam retomar Kobani e outros pontos na Síria e no Iraque.

Para os refugiados em países como a Turquia, à fome e às doenças junta-se agora o frio. Para muitos, este é o quarto inverno consecutivo no exílio.