Última hora

Última hora

UE: Moscovici retifica declarações sobre risco da Grécia sair da zona euro

O comissário europeu da Economia não esconde as preferências de Bruxelas sobre o desfecho das eleições presidenciais gregas. Pierre Moscovici

Em leitura:

UE: Moscovici retifica declarações sobre risco da Grécia sair da zona euro

Tamanho do texto Aa Aa

O comissário europeu da Economia não esconde as preferências de Bruxelas sobre o desfecho das eleições presidenciais gregas.

Pierre Moscovici terminou, esta terça-feira, uma visita de dois dias a Atenas para afirmar que espera que o país possa pôr fim ao programa de resgate em fevereiro.

O comissário retifica assim as declarações de segunda-feira, quando sugeriu o risco da Grécia sair da zona euro.

“Se conseguirmos concluir a avaliação, sobre a qual vamos trabalhar com as equipas da Comissão, em fevereiro do próximo ano, a troika vai abandonar a Grécia. E o país vai poder avançar para uma nova fase”, afirmou Moscovici.

A visita decorreu na véspera do escrutínio presidencial no parlamento, sob a ameaça de eleições antecipadas.

Moscovici, que reuniu-se com o primeiro-ministro Antonis Samaras, à frente da atual coligação entre conservadores e socialistas, afirmou que Bruxelas prefere ver no poder aqueles que, “defendem as reformas económicas e a integridade da zona euro”.

O presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, tinha recentemente afirmado preferir ver “caras conhecidas do que forças extremistas” no poder. Juncker esclareceu, na terça-feira, que se referia à extrema-direita e não ao partido Syriza, dado como vencedor em caso de eleições antecipadas.