Última hora

Última hora

EUA: Nova-iorquinos manifestam-se a favor e contra a polícia

Dezenas de pessoas, entre elas, antigos membros das forças de segurança, saíram às ruas de Nova Iorque, para apoiar aos agentes da polícia. Os

Em leitura:

EUA: Nova-iorquinos manifestam-se a favor e contra a polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas, entre elas, antigos membros das forças de segurança, saíram às ruas de Nova Iorque, para apoiar aos agentes da polícia.

Os manifestantes, entoavam o slogan Blue Lives Matter, a vida dos polícias conta, em defesa desta classe pelo seu trabalho de risco e contra aqueles que criticam a sua atuação:

“Não está certo. Estas pessoas querem um mundo sem polícias, sem lei. Vai transformar-se no faroeste. Isso não pode acontecer. Tenho uma filha de dois anos, em casa, e não quero estar sempre preocupado porque não há polícias, que é, exatamente, o que eles querem”, diz Walter Hillegass, um dos participantes nesta manifestação.

Do outro lado da barricada decorria um outro protesto, contra as forças da ordem, sob o slogan Black lives Matter:

“Com o slogan «A vida dos negros conta» aquilo que queremos dizer é que há uma supremacia dos brancos. Isso é claro. A polícia está a matar e tem a audácia de tentar usar slogans como esse. Acho que isso mostra que são ignorantes e racistas”, afirma Rodrigo Starz, um manifestante.

“Não estamos contra a polícia de Nova Iorque mas contra os maus polícias que matam, sem justificação, jovens negros desarmados, eles têm de ser responsabilizados. Neste momento isso não está a acontecer e é, absolutamente, inaceitável”, adianta Diana Leary, outra manifestante.

Há vários meses que os Estados Unidos vivem momentos de tensão. O caso que mais polémica gerou foi o assassinato de Michael Brown, um jovem de 18 anos, desarmado, morto por um polícia em Ferguson, no Missouri, em agosto.