Última hora

Última hora

Raul Castro exige fim do embargo norte-americano

O presidente cubano Raul Castro exigiu esta quarta-feira aos Estados Unidos que ponham fim ao embargo contra Cuba, em vigor desde 1962, afim de

Em leitura:

Raul Castro exige fim do embargo norte-americano

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente cubano Raul Castro exigiu esta quarta-feira aos Estados Unidos que ponham fim ao embargo contra Cuba, em vigor desde 1962, afim de normalizar as relações entre os dois países.

Num discurso pronunciado na cimeira da Comunidade dos Estados Latino-americanos e das Caraíbas (Celac), na Costa Rica, Raul Castro afirmou que “O principal problema não foi resolvido. O bloqueio económico, comercial e financeiro, que provoca enormes prejuízos humanos e económicos é uma violação do direito internacional que deve ser suprimida.”

O presidente cubano apontou ainda, como condição para a normalização das relações bilaterais, a “restituição do território ilegalmente ocupado pela base naval de Guantanamo “e uma compensação justa pelos prejuízos humanos e económicos sofridos pelos cubanos”.

“Se estas questões não forem resolvidas, a aproximação diplomática entre Cuba e os Estados Unidos não fará sentido”, acrescentou.

Isto, depois de Fidel Castro afirmado recentemente que não confia nos Estados Unidos.

“Não tenho confiança na política dos Estados Unidos e não troquei com eles nem uma palavra, mas isto não significa que rejeito uma solução pacífica para os conflitos”, escreveu o velho líder de 88 anos, numa carta a uma federação de estudantes, publicada pela imprensa cubana.