Última hora

Última hora

Presidente ucraniano acusa pró-russos de continuarem a guerra

Em Bruxelas, depois das negociações em Minsk, o Presidente ucraniano acusou as forças pró-russas de continuarem a ofensiva no leste da Ucrânia. Foram

Em leitura:

Presidente ucraniano acusa pró-russos de continuarem a guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Em Bruxelas, depois das negociações em Minsk, o Presidente ucraniano acusou as forças pró-russas de continuarem a ofensiva no leste da Ucrânia. Foram estas as primeiras palavras. Depois agradeceu o apoio da União Europeia mas acrescentou que as negociações foram muito complicadas:

“As negociações foram difíceis e nós não esperamos que o processo de implementação seja fácil. A Ucrânia foi sempre muito responsável na implementação do acordo de Minsk, o mesmo não se pode dizer dos outros lados. Também por isso vim a Bruxelas para coordenar, com a União Europeia, os próximos passos. A UE demonstrou, uma vez mais, ser uma verdadeira parceira da Ucrânia e quero agradecer ao Presidente Tusk e a todos os líderes dos países membros este forte apoio.”

Petro Poroshenko afirmou ainda que o país só precisa de paz para começar a implementar reformas.

Por seu lado o Presidente do Conselho Europeu garantiu que a União Europeia tudo fará para ajudar a Ucrânia a reerguer-se.