This content is not available in your region

Tikrit revela aliança inesperada entre EUA e Irão

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com AFP / Radio Free Europe / The Conversation
Tikrit revela aliança inesperada entre EUA e Irão

<p>A batalha por Tikrit “levanta o véu” sobre a improvável aliança entre os Estados Unidos e o Irão na luta contra os extremistas do Estado Islâmico.</p> <p>No terceiro dia da vasta ofensiva, as forças iraquianas apoiadas por tribos sunitas e milícias xiitas iranianas tentam cercar os “jihadistas” que controlam a cidade.</p> <h3>General norte-americano felicita Irão</h3> <p>Numa rara declaração por parte de um responsável norte-americano, <a href="http://www.rferl.org/content/iran-iraq-tikrit-dempsey-/26880964.html">o general Martin Dempsey admitiu</a> que o papel do Irão pode ser “positivo” e que os combatentes iranianos constituem dois terços dos efetivos na batalha por Tikrit.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="en"><p>Dangerous naiveté RT: <a href="https://twitter.com/KyleWOrton"><code>KyleWOrton</a> I give up | Dempsey Says Iranian Role In Tikrit Battle Could Be &#39;Positive&#39; <a href="http://t.co/AmJLB48RoX">http://t.co/AmJLB48RoX</a> …</p>&mdash; Stephen Hayes (</code>stephenfhayes) <a href="https://twitter.com/stephenfhayes/status/573130528284676099">March 4, 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Segunda maior cidade nas mãos dos extremistas, Tikrit é vital do ponto de vista estratégico para a reconquista do norte do Iraque e, em particular, do bastião do Estado Islâmico, em Mossul.</p> <p><iframe src="https://mapsengine.google.com/map/embed?mid=zjgqqVT8mTC4.kNQryeTkP9yY" width="606" height="420"></iframe></p> <h3><span class="caps">EUA</span> na retaguarda</h3> <p>De acordo com várias fontes, <a href="http://theconversation.com/tikrit-offensive-us-and-iran-line-up-against-islamic-state-38257">o próprio general Qasem Soleimani</a> – que dirige a força de elite al-Quds, da Guarda Revolucionária do Irão – participa na ofensiva.</p> <p>A maior intervenção iraniana no Iraque desde 2004 levou os Estados Unidos a ficar na retaguarda. Bagdade não pediu a ajuda de Washington para a ofensiva em Tikrit e a aviação norte-americana tem, assim, bombardeado outros pontos do Iraque e da vizinha Síria.</p>