Última hora

Última hora

França: Sarkozy detém ambições de Marine Le Pen

A festa de Marine Le Pen não foi completa porque a coligação entre a UMP, do ex-presidente Nicolas Sarkozy, e a UDI, uma formação de centro-direita

Em leitura:

França: Sarkozy detém ambições de Marine Le Pen

Tamanho do texto Aa Aa

A festa de Marine Le Pen não foi completa porque a coligação entre a UMP, do ex-presidente Nicolas Sarkozy, e a UDI, uma formação de centro-direita, venceu a primeira volta das eleições departamentais em França.

Este domingo, a coligação conquistou mais de 30% dos votos. No rescaldo do escrutínio, Sarkozy apressou-se a excluir o cenário de aliança com a Frente Nacional (FN): “Apelo a todos os franceses que querem a mudança para se mobilizarem para a segunda volta de forma a consolidar a dinâmica a que assistimos esta noite.”

Os nacionalistas da Frente Nacional não conseguiram afirmar-se como primeira força política em França, mas ficaram em segundo lugar com mais de 25% dos votos.

Sem tempo a perder, Marine Le Pen apontou baterias aos socialistas: “Agora o primeiro-ministro Manuel Valls tem de ouvir a mensagem do eleitorado e ter a decência de fazer chegar o pedido de demissão ao Presidente, devido aos fracos resultados do Partido Socialista.”

Sem surpresas, o Partido Socialista, do Presidente François Hollande e do primeiro-ministro Manuel Valls, foi castigado e conseguiu cerca de 21% dos votos.