Última hora

Última hora

França: Retomadas operações de busca dos destroços do avião da Germanwings

Ao mesmo tempo que as equipas de resgate retomaram esta manhã as operações de busca dos destroços do avião da Germanwings, que se despenhou

Em leitura:

França: Retomadas operações de busca dos destroços do avião da Germanwings

Tamanho do texto Aa Aa

Ao mesmo tempo que as equipas de resgate retomaram esta manhã as operações de busca dos destroços do avião da Germanwings, que se despenhou terça-feira nos Alpes franceses, o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, confirmou que, apesar de danificada, é ainda possível analisar a caixa negra encontrada.

Em Seyne-les-Alpes, a poucos quilómetros do lugar do acidente, o movimento de veículos intensificou-se assim que o sol nasceu.

“No total temos mais de 600 homens – gendarmes e bombeiros sapadores, uma equipa médica mobilizada para o local, investigadores e as pessoas que vão criar uma área de segurança. Isto é, limitar a zona para evitar que seja poluída ou violada e permitir aos investigadores trabalhar com segurança dado que se trata de uma zona muito escarpada”, afirmou o porta-voz do ministério do Interior.

O avião efetuava o trajeto entre Barcelona e Dusseldorf. As autoridades consideram serem baixas as probabilidades de algum dos ocupantes poder ser encontrado com vida.

Bernard Cazeneuve disse que “todas as hipóteses devem ser analisadas”, mas que “a hipótese de terrorismo não é privilegiada” dado que “há uma concentração de destroços do avião num espaço de um hectare e meio”, o que “demonstra que o avião provavelmente não explodiu”.

As autoridades francesas montaram um dispositivo em Seyne-les-Alpes para acolher os familiares das vítimas.

“Após terem sido retomadas as operações de busca, esta manhã bem cedo, o mais importante hoje é acolher as famílias das vítimas esperadas ao longo do dia e igualmente os Chefes de Estado, François Hollande, Angela Merkel e Mariano Rajoy”, sublinhou Laurence Alexandrowicz, da Euronews, no local.