Última hora

Última hora

Grupo Al-Shebaab reivindica ataque a universidade no norte do Quénia

Pelo menos 15 pessoas morreram e mais de meia centena ficaram feridas depois de um grupo de homens armados ter atacado um colégio universitário no

Em leitura:

Grupo Al-Shebaab reivindica ataque a universidade no norte do Quénia

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 15 pessoas morreram e mais de meia centena ficaram feridas depois de um grupo de homens armados ter atacado um colégio universitário no norte do Quénia.

A ação, reivindicada pelo grupo islamita Al-Shebab da Somália, ocorreu ao início da manhã quando um grupo de cinco homens armados irrompeu na mesquita do estabelecimento escolar, disparando sobre os estudantes, durante a oração da manhã.

A polícia afirma ter libertado 50 jovens que teriam sido sequestrados pelo grupo armado que ocupa ainda uma das residências universitárias com um número indeterminado de reféns. Segundo os Al-Shebab, os reféns serão todos de religião cristã.

Segundo o ministério do Interior queniano, os atacantes estarão cercados, neste momento, no interior de uma das 4 residências de estudantes dentro do complexo escolar.

O ataque ocorre dias depois das autoridades do Quénia terem emitido um alerta para o risco de um atentado visar uma das universidades do país e a dias da visita do presidente norte-americano, Barack Obama, ao país.