Última hora

Última hora

Cipriotas gregos aguardam desfecho eleitoral do norte de Chipre

Os cipriotas gregos esperam os resultados da segunda volta da eleição presidencial na parte norte da ilha, para saber quem vai continuar as

Em leitura:

Cipriotas gregos aguardam desfecho eleitoral do norte de Chipre

Tamanho do texto Aa Aa

Os cipriotas gregos esperam os resultados da segunda volta da eleição presidencial na parte norte da ilha, para saber quem vai continuar as negociações de reconciliação.

Point of view

>i> Estamos prontos para trabalhar em conjunto com quem quer que os cipriotas turcos escolham como líder.

O representante da linha dura, Dervis Eroglu, e o candidato independente, Mustafa Akinsi, vão defrontar-se no próximo domingo, 26 de abril, vejamos o que pensa o governo cipriota grego:

“Estamos prontos para trabalhar em conjunto com quem quer que os cipriotas turcos escolham como líder, na esperança de que a terceira fase de negociações comece em breve e com a contribuição da Turquia para tentar alcançar a solução tão desejada da questão de Chipre”

Os resultados oficiais do primeiro turno deram a Eroglu 28,18% dos votos, ficando à frente de Akinsi por apenas um ponto porcentual.

Esta analista comenta: “O líder dos cipriotas turcos pode moldar a posição política da sua comunidade, quer com os cipriotas gregos ou com a Turquia. O Sr. Akinsi vai fazer isso com os cipriotas gregos. O Sr.Eroglu irá fazer os mesmo com o governo de Ancara.”

A eleição decide quem será o próximo interlocutor do presidente cipriota grego, Nicos Anastasiades nas negociações em curso para reunificar a ilha, dividida em 1974 aquando da invasão da Turquia, na sequência de um golpe promovido por partidários de uma união com a Grécia. Apenas a Turquia reconhece a declaração turco cipriota de independência, e mantém mais de 30 mil tropas no norte. O Chipre juntou-se à União Europeia em 2004, mas apenas o sul, internacionalmente reconhecido, recebe os benefícios de um membro do bloco.

O correspondente da Euronews reporta: “Oficialmente o lado cipriota grego não manifesta preferência por qualquer um dos dois candidatos, mas o sentimento aqui em Nicósia é de que uma vitória do moderado Akinsi pode significar algum progresso, essencial para resolver a questão de Chipre depois de vários anos de estagnação”.