Última hora

Última hora

Reino Unido: Dois caminhos para uma possível vitória

No Reino Unido tudo gira em torno das eleições, onde um empate técnico é um dos cenários possíveis. Dois partidos – Conservador e Trabalhista – podem

Em leitura:

Reino Unido: Dois caminhos para uma possível vitória

Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido tudo gira em torno das eleições, onde um empate técnico é um dos cenários possíveis.

Dois partidos – Conservador e Trabalhista – podem vencer, mas sem maioria, são as pequenas formações que podem empurrar um ou outro para o governo:

“O Partido Trabalhista tem um caminho, chamemos-lhe mais “limpo”, para o governo porque há mais partidos que se recusam a apoiar o Partido Conservador do que o Partido Trabalhista. No entanto, pensamos que o Partido Conservador vai ter a maioria dos votos e, por isso, pensamos que vão falar primeiro com os liberais democratas que, há umas semanas, mostraram abertura”, explica a analista política Danielle Haralambous.

A Europa é uma das principais bandeiras destas eleições mas em ângulos diferentes. Para o comentador político Charlie Wolf, por vezes, o discurso adotado ultrapassa a realidade:

“Cameron diz que vai organizar uma votação, mas ninguém sabe do que se trata. E isso deixa as pessoas confusas. Há uma série de discursos políticos que falam de coisas que não são reais, a única exceção é o discurso de Farage.”

São várias as questões que se colocam mas o principal que pode sair deste ato eleitoral é a insatisfação dos britânicos:

“Outra eleição e parece que um parlamento no qual nenhum partido vai governar com maioria. Se as sondagens estiverem corretas os eleitores britânicos parecem, profundamente, insatisfeitos com o atual sistema político, dominado por conservadores e trabalhistas, há décadas. Os pedidos de reformas ouvem-se cada vez mais quando um novo governo é escolhido”, adianta o enviado da euronews a Londres James Franey.