Última hora

Última hora

Rússia oferece ajuda militar ao Iraque na luta contra o EI

A Rússia reforça as relações com o Iraque, num momento em que o apoio militar norte-americano parece não bastar a Bagdade para derrotar o grupo

Em leitura:

Rússia oferece ajuda militar ao Iraque na luta contra o EI

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia reforça as relações com o Iraque, num momento em que o apoio militar norte-americano parece não bastar a Bagdade para derrotar o grupo Estado Islâmico(EI).

O primeiro-ministro iraquiano, o xiita Haidar al Abadi, reuniu-se esta quinta-feira, em Moscovo, com o presidente russo Vladimir Putin.

Um encontro “selado” com a proposta russa de fornecer armas a Bagdade para fazer face à progressão dos combatentes islamitas.

Uma resposta às expetativas do Iraque, recordadas pelo primeiro-ministro:

“Espero que esta visita permita reforçar o apoio e a cooperação na luta contra o terrorismo, não apenas no Iraque, mas em toda a região”.

A reunião em Moscovo marca o retomar das relações entre os dois países, interrompida pela queda de Saddam Hussein, um aliado e parceiro económico da Rússia durante décadas.

“O Iraque é um parceiro de confiança para a Rússia na região. E apesar dos problemas económicos mundiais e os problemas na região as nossas relações continuam a desenvolver-se com êxito”, afirmou Vladimir Putin.

Em troca da prometida ajuda militar, e face ao isolamento económico criado pelas sanções internacionais, Moscovo espera poder obter o apoio do Iraque para tentar aproximar-se da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

A Rússia, país não membro da organização, deverá iniciar consultas com a OPEP antes da cimeira agendada para Viena em junho.