Última hora

Última hora

250 mil crianças dadas como desaparecidas anualmente na Europa

No dia 25 de maio celebra-se o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. Neste dia o mundo comemora o regresso a casa das crianças dadas como

Em leitura:

250 mil crianças dadas como desaparecidas anualmente na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

No dia 25 de maio celebra-se o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. Neste dia o mundo comemora o regresso a casa das crianças dadas como desaparecidas, recorda as que foram vítimas de um crime e relança os esforços em busca das crianças que permanecem sem paradeiro conhecido. O símbolo deste dia é o miosótis, uma flor que também conhecida por “não-me-esqueças”.

Video:

O Dia das Crianças Desaparecidas começou a ser celebrado nos EUA em 1983. Em 2001 a data ficou consagrada internacionalmente devido aos esforços do Centro Internacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, da Missing Chlidren Europe e Comissão Europeia.

Em Portugal houve cerca de 1400 participações de desaparecimento de menores de 18 anos em 2014. De acordo com o diretor nacional adjunto da Polícia Judiciária, Pedro do Carmo, a maioria dos casos prende-se com raptos parentais ou fugas dos menores. Relativamente ao ano passado, há 16 menores que permanecem em paradeiro desconhecido.

Crianças desaparecidas – factos e números

De acordo com a Comissão Europeia, todos os anos há cerca de 250 mil crianças que são dadas como desaparecidas, ou seja uma participação de dois em dois minutos.

O estatuto de criança desaparecida engloba várias categorias: rapto parental, fuga, desaparecimento de imigrantes menores desacompanhados, raptos criminais, crianças perdidas ou feridas.

Entre 2 e 5 por cento dos casos são raptos criminais (relatório 2014 da Missing Children Europe).

O perigo de uma criança em fuga cometer suicídio é nove vezes superior ao de outra criança.

As fugas compõem metade dos casos registados nas linhas telefónicas de emergência (relatório 2014 da Missing Children Europe).