Última hora

Última hora

Encontro do G7 termina com frente unida contra a Rússia

Líderes do G7 concluem encontro com frente comum relativamente à Rússia e respetivo envolvimento na Ucrânia.

Em leitura:

Encontro do G7 termina com frente unida contra a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O encontro de dois dias do G7 já terminou na pitoresca localidade de Elmau nos Alpes alemães.

Point of view

"O G7 quer tornar claro que estamos preparados para impor mais sanções contra a Rússia" - Barack Obama, presidente dos EUA

O encontro serviu para discutir temas como as mudanças climáticas assim como a situação no leste da Ucrânia.

Os líderes da Grã-Bretanha, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e União Europeia apresentaram uma frente comum quanto à Rússia e respetivo envolvimento na Ucrânia.

Falando no final do encontro, o líder norte-americano, Barack Obama, adiantou que “as forças russas continuam a operar no leste da Ucrânia violando a soberania e integridade territorial do país. O G7 quer tornar claro que estamos preparados para impor mais sanções contra a Rússia”.

Referindo-se à Ucrânia, a chanceler alemã afirma que é essencial cumprir o que foi acordado a 12 de fevereiro em Minsk.

“Nós estamos de acordo em como o levantamento das sanções depende da implementação do acordo de Minsk e estamos preparados, apenas em caso de necessidade, para reforçar as sanções”, disse Merkel.

A poluição foi outro dos temas em grande destaque. No comunicado final, os líderes do G7 manifestaram o seu apoio à redução das emissões de gases que provocam o efeito estufa assim como o investimento em tecnologias de baixo consumo de carbono.

Apesar dos limites acordados não serem obrigatórios, grupos de defesa do meio ambiente afirmam que as várias propostas vão na direção correta.