Última hora

Última hora

Encontro do G7 termina com frente unida contra a Rússia

Em leitura:

Encontro do G7 termina com frente unida contra a Rússia

Encontro do G7 termina com frente unida contra a Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

O encontro de dois dias do G7 já terminou na pitoresca localidade de Elmau nos Alpes alemães.

"O G7 quer tornar claro que estamos preparados para impor mais sanções contra a Rússia" - Barack Obama, presidente dos EUA

O encontro serviu para discutir temas como as mudanças climáticas assim como a situação no leste da Ucrânia.

Os líderes da Grã-Bretanha, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e União Europeia apresentaram uma frente comum quanto à Rússia e respetivo envolvimento na Ucrânia.

Falando no final do encontro, o líder norte-americano, Barack Obama, adiantou que “as forças russas continuam a operar no leste da Ucrânia violando a soberania e integridade territorial do país. O G7 quer tornar claro que estamos preparados para impor mais sanções contra a Rússia”.

Referindo-se à Ucrânia, a chanceler alemã afirma que é essencial cumprir o que foi acordado a 12 de fevereiro em Minsk.

“Nós estamos de acordo em como o levantamento das sanções depende da implementação do acordo de Minsk e estamos preparados, apenas em caso de necessidade, para reforçar as sanções”, disse Merkel.

A poluição foi outro dos temas em grande destaque. No comunicado final, os líderes do G7 manifestaram o seu apoio à redução das emissões de gases que provocam o efeito estufa assim como o investimento em tecnologias de baixo consumo de carbono.

Apesar dos limites acordados não serem obrigatórios, grupos de defesa do meio ambiente afirmam que as várias propostas vão na direção correta.