Última hora

Última hora

Líbia: Forças norte-americanas eliminam líder jihadista "incapturável"

Mokhtar Belmokhtar, o líder jihadista argelino de um grupo ligado à Al-Qaida, morreu este fim de semana, num ataque aéreo norte-americano na Líbia.

Em leitura:

Líbia: Forças norte-americanas eliminam líder jihadista "incapturável"

Tamanho do texto Aa Aa

Mokhtar Belmokhtar, o líder jihadista argelino de um grupo ligado à Al-Qaida, morreu este fim de semana, num ataque aéreo norte-americano na Líbia.

A informação foi anunciada pelo governo líbio, reconhecido pela Comunidade Internacional.

Horas antes o exército norte-americano anunciava que tinha realizado uma operação contra uma célula “terrorista ligada à Al-Qaida” na Líbia, com vista à eliminação de Belmokhtar.

O jihadista negou, em meados de maio, que o grupo Al-Murabitoun se tinha aliado ao autoproclamado Estado Islâmico, que tinha sido anunciada por outro dirigente, e reafirmou lealdade à Al-Qaida.

Acredita-se que Mokhtar Belmokhtar terá orquestrado o ataque a uma central de produção de gás em Amenas, na Argélia, em 2013 e que culminou com a morte de 38 reféns.

Foram várias as vezes que se anunciou a morte do “incapturável”, assim apelidado pelas forças francesas. Em 2013 Belmokhtar foi considerado morto, numa operação do Mali. O argelino ganhou a reputação como um dos líderes jihadistas mais difíceis de capturar, na região.