Última hora

Última hora

EUA: Continua a caça a dois foragidos de prisão de alta segurança

Continua a caça aos dois prisioneiros que fugiram, há 10 dias, de uma prisão de alta segurança em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América. Mais de

Em leitura:

EUA: Continua a caça a dois foragidos de prisão de alta segurança

Tamanho do texto Aa Aa

Continua a caça aos dois prisioneiros que fugiram, há 10 dias, de uma prisão de alta segurança em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

Mais de 800 polícias procuram por Matt Richard e David Sweat.

Richard, de 48 anos, cumpria uma pena entre 25 anos de cadeia e prisão perpétua por sequestro, assassinato e desmembramento do antigo chefe. Sweat, de 34, foi condenado a prisão perpétua por assassinar um polícia.

A fuga dos dois assassinos está a preocupar a população que não se coíbe a recorrer a armas para se proteger.

“Estou a ficar cada vez mais nervoso ao ponto de começar a andar com uma arma, para me proteger. Não vou à procura deles. Se eles vierem contra mim, têm de me encurralar e ameaçar para que eu reaja”, assegura William Lobdell, habitante de Cadyville.

Uma empregada da prisão de Clinton, de onde fugiram Matt Richard e David Sweat, foi presente a tribunal, na segunda-feira. Joyce Mitchell, de 51 anos, é acusada de ajudar os dois assassinos a fugir, fornecendo-lhes formões e lâminas de serras. A mulher alega estar inocente.

Bosques, casas, automóveis, canos de esgotos estão a ser vasculhados na busca dos dois foragidos da prisão que fica a cerca de 32 quilómetros da fronteira com o Canadá.