Última hora

Última hora

Baku2015: Portugal em "dia não" e Azerbaijão em destaque

Seleção de futebol de praia perdeu (1-2) a meia-final contra a Rússia e discute este domingo o bronze. O judoca Jorge Lorenzo perdeu a disputa pelo terceiro lugar em -100kg. A delegação da casa, entre

Em leitura:

Baku2015: Portugal em "dia não" e Azerbaijão em destaque

Tamanho do texto Aa Aa

Portugal perdeu hoje com a Rússia por 2-1, em encontro das meias-finais do torneio de futebol de praia integrado nos Jogos Europeus, que estão a decorrer em Baku. A derrota com os atuais campeões do Mundo empurra a equipa nacional para a adiscussão da medalha de bronze com a Suíça. No judo, Jorge Fonseca perdeu a luta pelo bronze..

Futebol de praia: O jogo com a Rússia (1-2) não acabou da forma como a nossa Seleção queria. Mas há ainda uma medalha…

Posted by Seleções de Portugal on Sábado, 27 de Junho de 2015

Depois de uma igualdade 0-0 no primeiro período, os russos reentraram bem no jogo e adiantaram-se no minuto 1 do segundo tempo, por intermédio de Artur Paporotnyi. José Maria Fonseca ainda empatou a meio do segundo período. A cerca de dois minutos do final do encontro, Artur Paporotnyi bisou e confirmou a passagem dos russos à final, onde vão enfrentar a Itália.

O judoca Jorge Fonseca, por seu lado, falhou a medalha de bronze na categoria de -100 kg, ao perder uma vez um combate com o belga Toma Nikiforov (12.º do mundo), por “ippon”.
O judoca do Sporting, 24.º da hierarquia mundial, começou por ser castigado com um “shido” a 2.56 minutos do final do combate e, quando tentava reverter a desvantagem, acabou por ser projetado para “ippon”, a 1.15 minutos do final, fechando a prova no quinto lugar.

“Faltou pouco, mas fiz uma grande prova. Fiz tudo para tentar ganhar uma medalha, mas infelizmente as coisas correram mal no último combate. Cometi um pequeno erro e aconteceu”, lamentou Jorge Fonseca.

O atleta de 22 anos diz que se preparou “bastante bem” para esta prova e que esperava mais: “Treinei bastante. Estou um pouco triste por não conseguir a medalha, mas fiz uma grande prova e isso deixa-me feliz. Ainda sou novo.”

O judoca do Sporting aponta já ao Rio de Janeiro e garante: “Tenho capacidades para conseguir uma medalha nos Jogos Olímpicos. Provei nesta prova que sou do mesmo nível que eles. Tenho de corrigir alguns erros para ter um bom objetivo que é alcançar um ouro nos Jogos Olímpicos.”

Nas anteriores duelos, o belga, de 22 anos, tinha vencido sempre Jorge Fonseca: GP Samsun (março 2015), GP Tashkent (outubro 2014) e nos Europeus de juniores de 2011, em Lommel.

Nesta primeira edição dos Jogos Europeus, esteve em destaque a judoca Telma Monteiro (-57 kg), ao conquistar o seu quinto título europeu e respetiva medalha de ouro. A judoca do Benfica vai ser a porta-estandarte de Portugal na cerimónia de encerramento dos Jogos , este domingo em Baku.

BAKU 2015A pentacampeã europeia foi a escolhida pelo Chefe de Missão.#MissaoBaku2015

Posted by Comité Olímpico de Portugal on Sábado, 27 de Junho de 2015

“Com ou sem medalha, é sempre um orgulho e honra poder transportar a bandeira. Para mim, transportar a bandeira na cerimónia (abertura) de Londres2012 foi um dos momentos mais bonitos e especiais da minha carreira. Estou feliz por, de alguma forma, poder repetir essa sensação. É uma honra”, sintetizou Telma Monteiro.

A escolha do chefe de Missão, José Garcia, foi fácil: “A Telma tem um currículo desportivo impressionante. Para além de ter conquistado a medalha de ouro nesta competição, é, incontestavelmente, a atleta com melhor currículo desporto presente.”

Portugal contabiliza nove medalhas nos Jogos Europeus, após as conquistas de ouro de Telma Monteiro, Rui Bragança (-58 kg) no taekwondo e no ténis de mesa por equipas (Marcos Freitas, Tiago Apolónia e João Geraldo).

BAKU 2015Tudo sobre o penúltimo dia de competições em Baku. Amanhã os Jogos Europeus chegam ao fim!#MissaoBaku2015

Posted by Comité Olímpico de Portugal on Sábado, 27 de Junho de 2015

A prata surgiu com João Silva no triatlo, João Costa no tiro e Fernando Pimenta em K1 1.000 e 5.000 metros na canoagem, enquanto Júlio Ferreira (-80 kg) no taekwondo, a dupla Beatriz Martins/Ana Rente nos trampolins sincronizados amealharam bronze.

Azerbaijão assegura segundo lugar nas medalhas

O Azerbaijão conquistou este sábado três medalhas de ouro no boxe e já assegurou o segundo lugar em termos de medalhas conquistadas nestes primeiros Jogos Europeus, que terminam este domingo em Baku.

Quando faltam disputar nove finais e já são conhecidos quase todos os finalistas de domingo, já é certo que as 21 medalhas de ouro do Azerbaijão darão o segundo lugar ao país anfitrião, já que Grã-Bretanha, com 18, e Alemanha, com 15, deixaram de ter hipóteses.

O domínio absoluto da Rússia manteve-se, chegando este sábado às 161 medalhas: 78 de ouro, 40 de prata e 43 de bronze. Só neste penúltimo dia foram mais nove ouros, dos quais oito na natação, disciplina em quem os russos “arrasaram.”

A nova geração de nadadoras russas dominou totalmente as piscinas em Baku e no final de todas as provas da modalidade sobressaem Arina Openysheva, com seis medalhas de ouro, e Mariia Khameneva e Polina Egorova, com seis “ouros”, cada. <

Egorova fez a “dobradinha” este sábado, nos 100 metros costas e 50 metros mariposa. A Rússia ganhou ainda, em femininos, os 4×200 metros livres e os 100 metros bruços, por Maria Asthakina, só deixando escapar os 200 metros estilos, para a alemã Maxine Wolters.

No setor masculino, a “onda” russa passou pelos 4×100 metros estilos, 100 metros mariposa (Daniil Pakhomov), 100 metros bruços (Anton Chupkov) e 400 metros estilos (Nikolay Sokoloov). Não conseguiram ganhar nos 50 metros livres e nos 200 metros livres, que foram para o israelita Ziv Kalontarov e o britânico Scott Duncan, respetivamente.

No boxe, os azeris festejaram o título de pesos pesados (91 kg) com Abdullkadid Abdullayev, mas também celebraram nos 69 kg, com Parviz Baghirov, e nos 60 kg, com Albert Selimov. Dupla vitória irlandesa, através de Michael O’Reilly (75 kg) e Katie Taylor (57-60).


Em badminton, o dia foi dedicado a jogos de pares, triunfando as búlgaras Stefani e Gabriela Stoeva e os dinamarqueses Carsten Mogensen e Mathias Boe.

Três finais de esgrima integraram o programa, sagrando-se vencedores em masculinos a Grã-Bretanha, no florete, e a França, na espada. O sabre feminino foi dominado pelas ucranianas.

O judo teve tendência repartida, com o georgiano Adam Okruashvili e a francesa Emile Andeol a ganharem nas categorias mais pesadas, ou seja os +100 kg e os +78 kg. Houve ainda duas vitórias holandesas, para Henk Grol (-100 kg) e Marhinde Verker (-78 kg), e uma para a Rússia, por Kiril Denisov (-90 kg).

Na final do voleibol feminino, clara vitória da Turquia sobre a Polónia, por 3-0. Medalha de brinze para a Sérvia, que bateu o Azerbeijão, por 3-2.