Última hora

Última hora

Tunísia: Suspeitos de vaga de atentados teriam sido treinados na Líbia

As autoridades tunisinas prosseguem a investigação ao atentado que provocou 38 mortos no hotel de Sousse, no sul do país, depois de reforçarem as

Em leitura:

Tunísia: Suspeitos de vaga de atentados teriam sido treinados na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades tunisinas prosseguem a investigação ao atentado que provocou 38 mortos no hotel de Sousse, no sul do país, depois de reforçarem as medidas antiterroristas no território.

Pelo menos 8 pessoas com “ligações diretas ao ataque”, segundo o governo, encontram-se atualmente detidas. Os suspeitos, que não foram identificados publicamente, teriam sido treinados num campo jihadista na vizinha Líbia, à semelhança do autor do ataque de 23 anos.

O ministro para os temas da sociedade civil, Kamel Jendoubi, afirmou, “as forças de segurança conseguiram identificar e neutralizar uma rede que estava por detrás desta operação”.

Segundo os investigadores tunisinos, os suspeitos pertenceriam à mesma rede responsável pelo anterior atentado contra o museu do Bardo na capital tunisina. Uma ação igualmente reivindicada pelo grupo Estado Islâmico.

A vaga de ataques levou o governo a reforçar as medidas antiterroristas, com a mobilização de uma polícia especial para as zonas turísticas, mas também o encerramento de mais de 80 mesquitas, suspeitas de acolherem militantes de grupos radicais.