Última hora

Última hora

Sindicalistas da rede elétrica grega, farmacêuticos e ferroviários de acordo: as privatizações vão causar danos

O parlamento grego aprovou, na noite de quarta-feira, as exigências dos países da zona euro e do BCE, em troca de um plano de resgate. Tsipras tem de

Em leitura:

Sindicalistas da rede elétrica grega, farmacêuticos e ferroviários de acordo: as privatizações vão causar danos

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento grego aprovou, na noite de quarta-feira, as exigências dos países da zona euro e do BCE, em troca de um plano de resgate. Tsipras tem de fazer privatizações, apesar da resistência dos gregos. Reportagem da F3 na véspera do voto.

No mesmo dia do voto no parlamento, os funcionários públicos manifestaram-se contra as privatizações e contra o plano de resgate aceite por Alexis Tsipras. Mas eram poucos, mesmo se os farmacêuticos se juntaram ao protesto. Televião suíça de língua italiana, RSI.

A televisão suíço-germânica, SF1, salienta o problema com os farmacêuticos e ferroviários: quarta-feira também foi dia de greve para eles, a primeira desde a chegada ao poder do Syriza. As farmácias e os caminhos-de-ferro estiveram fechados, dois setores afetados pela liberalização da economia.

Os gregos continuam na fila para levantar dinheiro. O limite de 60 euros dura desde 29 de junho. A reabertura dos bancos está prevista para segunda. Reportagem da RTP em Atenas.