Última hora

Última hora

Radar... as histórias que não fizeram manchetes

À sexta-feira, os jornalistas das 13 línguas da euronews selecionam um conjunto de histórias que não tiveram direito a grande destaque na imprensa internacional.

Em leitura:

Radar... as histórias que não fizeram manchetes

Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana a viagem começa em Portugal, onde um grupo, chamado Movimento Raeliano quer preparar a população para receber os criadores extraterrestres, passa depois pelo Irão, onde uma criança que viveu momentos difíceis, acabou por conseguir o sonho de uma vida: ser estrela de televisão, e pela Turquia onde um tele-evangelista muçulmano, que tinha já declarado que o sexo oral é permitido no Islão, acaba de decretar guerra Santa ao autoproclamado Estado Islâmico, tudo isto e muito mais em “And Also”, as histórias que não tiveram destaque nos meios de de comunicação social.

Movimento Raeliano pede autorização a Portugal para abrir embaixada extraterrestre

O Movimento Raeliano – que nasceu em 1973 quando o francês Claude Vorilhon, conhecido por Raël, teve um alegado encontro alienígena – quer construir um edifício para extraterrestres em Portugal. O objetivo é “preparar a população para receber os seus criadores”, de acordo com o site oficial.

Depois de não terem conseguido levar o projeto avante nos EUA, Canadá, Brasil, França, Peru e Israel, segundo adianta o Diário de Notícias, o movimento, que acredita que somos clones de ETs, decidiu tentar a sorte num país “acolhedor e pacífico”.

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4693968&page=-1

Esta ideia terá surgido, pela primeira vez em abril passado, altura em que o Correio da Manhã, a publicou.

Outras fontes

http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/mensagem-raeliana-convence-15-portugueses.html

Criança assediada nas redes sociais iranianas torna-se estrela de TV

Há 5 anos, o vídeo de uma criança, de uma aldeia do norte do Irão, foi difundido nas redes sociais iranianas. O vídeo mostrava Bijan, um estudante de 11 anos, na aula de geografia, completamente perdido face a uma simples pergunta do seu professor. A cena foi filmada e Bijan tornou-se motivo de “chacota” nos média sociais, na sua aldeia e por todo o país. Na sequência desta situação ele abandonou a escola e começou a trabalhar. Bijan viveu esta “vida miserável” até a equipa de uma série muito popular, no Irão, decidir mudar o seu destino. Foi-lhe oferecido um papel secundário na quarta temporada da série, difundida durante o mês de Ramadão. Bijan conseguiu, de novo, chegar às redes sociais mas, desta vez, pelas melhores razões.

Clérigo islâmico turco emite licença para matar militantes do ISIL

Depois de declarar que o sexo oral não é proibido no Islão, um tele-evangelista muçulmano, popular na Turquia, emitiu outra fátua (pronunciamento legal no Islão emitido por um especialista em lei religiosa) sensacional, uma licença religiosa para matar militantes do, autoproclamado Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL). Ahmet Mahmut Ünlü esclarece: aqueles que os matam serão recompensados e os que são morrerem por eles serão mártires.”

Grécia, Ilha de Samos: chegada de imigrantes surpreende turistas na praia

Dezenas de imigrantes chegam, quase todos os dias, à ilha grega de Samos, perto da costa turca. Um destes dias, turistas e moradores locais, foram apanhados de surpresa quando estavam na praia a nadar ou a relaxar ao sol, por volta do meio-dia, e viram um barco vindo da Turquia com dezenas de imigrantes. O jornal local Samiaki Gnomi publicou dois vídeos, filmados por turistas, com a chegada dos imigrantes.

Lendário correspondente de guerra espanhol lança acusações à comunicação social espanhola

Gervasio Sánchez, veterano de muitas guerras e uma lenda entre os jornalistas em Espanha, criticou vários meios de comunicação por causa da publicação de notícias de última hora sobre o sequestro de três jornalistas espanhóis, na Síria. Sánchez ataca o jornal conservador ABC, que quebrou o silêncio acordado, e diz que há 10 dias que era sabido, nas redações, que não havia vestígio de Antonio Pampliega, José Manuel López e Ángel Sastre.

O repórter compara o caso com o de Javier Espinosa e Ricardo García Vilanova, em 2013. Naquela época, ele atuou como porta-voz das famílias de Espinosa e García. Na altura, a discrição dos meios de comunicação social ajudou, segundo ele, a conseguir-se um final feliz.

Outras fontes

http://blogs.heraldo.es/gervasiosanchez/?p=3417

Sabores tradicionais húngaros em Manhattan

O “Langos Truck” apresenta o sabor da Hungria, em quatro rodas, em Nova Iorque. Zsolt Prepuk, tem 39 anos e nasceu em Budapeste. Há 16 anos que se mudou para a ‘Big Apple”. Foi ele que lançou este conceito, em abril de 2014. Começou por servir às mesas em diferentes restaurantes, em Wall Street, e só depois convenceu os nova-iorquinos de que a comida da sua juventude fazia todo o sentido ao lado dos famosos pretzels.

Outras fontes

http://hvg.hu/gasztronomia/20150723_Magyar_langososrol_lelkedezik_a_New_York