Última hora

Última hora

Ásia: Destruição e morte semeadas por chuvas diluvianas

As chuvas diluvianas na Ásia deixam um rasto de destruição e morte em vários países. Os deslizamentos de terras, como este na China, são apenas um

Em leitura:

Ásia: Destruição e morte semeadas por chuvas diluvianas

Tamanho do texto Aa Aa

As chuvas diluvianas na Ásia deixam um rasto de destruição e morte em vários países.

Os deslizamentos de terras, como este na China, são apenas um dos lados negros das chuvas de monção.

Na cidade chinesa de Linfen carros e mesmo casas não escaparam à força das águas, menos sorte tiveram 12 pessoas que morreram na cidade de Xi’an, onde se verificaram as piores chuvas em 30 anos.

“É horrível, horrível. Nunca vi nada assim. Primeiro a corrente ficou muito forte, depois arrastou a casa pela estrada numa fração de segundos”, afirma uma residente de Linfen.

China, Índia, Paquistão, Myanmar, Vietname e Nepal são os países mais afetados.

Num gesto quase inédito, o Myanmar pediu assistência internacional para ajudar alimentar e a abrigar mais de 210 mil pessoas deslocadas por causa de semanas de chuvas intensas.

Para já existe o registo de 47 mortos. A ONU diz-se preocupada com a situação na antiga Birmânia.

A índia também está braços com a tragédia. Mais de 100 pessoas morreram na última semana e as populações continuam a lutar pela sobrevivência.

Um cenário idêntico no Paquistão e noutras nações onde as forças de salvamento fazem esforços para dar assistência nas regiões mais remotas.