Última hora

Última hora

Presidente ucraniano recusa discutir um Acordo de Minsk III

Em clima de tensão crescente no leste da Ucrânia, o presidente Petro Poroshenko prossegue o périplo pela Europa, em defesa da cooperação ao abrigo

Em leitura:

Presidente ucraniano recusa discutir um Acordo de Minsk III

Tamanho do texto Aa Aa

Em clima de tensão crescente no leste da Ucrânia, o presidente Petro Poroshenko prossegue o périplo pela Europa, em defesa da cooperação ao abrigo dos acordos de paz firmados em Minsk. Em Bruxelas, esteve reunido, com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que deixou críticas a Moscovo: “A parte russa não parece cumprir com os deveres que lhe correspondem. A paz, a estabilidade na Ucrânia, passam pela implementação dos acordos de Minsk.”

Na segunda-feira, Petro Poroshenko passou por Berlim, onde se encontrou com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o presidente francês, François Hollande. Já esta quinta-feira, em Bruxelas, insistiu na importância de se por termo à violência, retirar as armas e libertar reféns: “É muito importante coordenar os esforços da Ucrânia com a França e Alemanha. Não só são países de peso na União Europeia como representam agora o conjunto da União Europeia. Por isso, não haverá lugar a um Acordo de Minsk III.”

Ao longo das últimas horas, pelo menos sete soldados ucranianos foram mortos e 13 ficaram feridos em confrontos com os separatistas pró-russos, no leste da Ucrânia.