Última hora

Última hora

Ignazio Marino demite-se da Câmara de Roma

O presidente da Câmara de Roma, Ignazio Marino, apresentou a demissão esta quinta-feira, após mais um escândalo. Marino é suspeito de ter pago

Em leitura:

Ignazio Marino demite-se da Câmara de Roma

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Câmara de Roma, Ignazio Marino, apresentou a demissão esta quinta-feira, após mais um escândalo.

Marino é suspeito de ter pago refeições com a família, fazendo passar as contas como despesas profissionais. Num comunicado, o autarca assegurou que os almoços e jantares eram profissionais mas disse estar pronto a reembolsar 20 mil euros, para acabar com a polémica.

Ao longo do dia, Marino tinha já perdido o seu vice-presidente e os assessores dos Transportes, do Turismo e da Educação.

Ignazio Marino, o antigo cirurgião eleito em 2013, recorda que tem 20 dias para mudar de ideias. Vai procurar apoios, mas foi abandonado pelo próprio grupo, o Partido Democrático do primeiro-ministro Matteo Renzi.

Os pedidos de demissão prolongavam-se há meses.

Marino era acusado de incompetência na gestão da cidade, após o escândalo “Mafia Capitale”, que revelou uma vasta rede de corrupção em Roma, que inclui nomes de todos os quadrantes políticos.

As críticas acentuaram-se em agosto, após o funeral de um mafioso, que envolveu helicópteros e cavalos. Marino manteve as férias nos Estados Unidos.

Se a demissão de Marino se tornar efetiva, Roma deverá realizar eleições na primavera. Será um comissário que vai gerir a cidade durante o Jubileu que vai trazer milhões de pessoas à capital italiana em dezembro.