Última hora

Última hora

Turquia: Assassínio de advogado pró-curdo inflama protestos contra o governo

Um dos mais respeitados defensores dos direitos humanos na Turquia foi abatido este sábado em Diarbakir, no sul do país. Advogado da causa pró-curda

Em leitura:

Turquia: Assassínio de advogado pró-curdo inflama protestos contra o governo

Tamanho do texto Aa Aa

Um dos mais respeitados defensores dos direitos humanos na Turquia foi abatido este sábado em Diarbakir, no sul do país.

Advogado da causa pró-curda, Tahir Elçi foi alvejado por desconhecidos quando efetuava uma conferência de imprensa numa das ruas da cidade, para apelar ao fim da tensão na localidade de maioria curda, sob estado de emergência há várias semanas.

As autoridades turcas estão a investigar o incidente, que também provocou a morte de dois polícias, sem excluir a possibilidade de um assassínio.

Segundo um relatório preliminar, o advogado teria sido atingido na nuca por uma bala disparada à distância.

Elçi apelava ao fim, “das guerras, armas, confrontos e operações do exército”, na cidade de Dyarbakir, minutos antes de ser abatido.

A morte do magistrado, perseguido no passado por contestar a política do governo contra os separatistas do PKK, inflama a revolta da oposição turca.

O presidente Recep Tayyip Erdogan apresentou este sábado as suas condolências, “este incidente mostra que a Turquia tinha razão ao lutar contra o terrorismo. A nossa luta contra o terrorismo vai prosseguir até ao fim”.

O assassínio do advogado levou milhares a descerem às ruas de Istambul com palavras de ordem contra o governo.

A polícia recorreu a gás lacrimogéneo e a canhões de água para dispersar o protesto pacífico, impedindo os manifestantes de alcançar a praça Taksim.

O assassínio de Elçi ocorre num contexto de guerra aberta entre Ancara e o grupo separatista curdo PKK, depois de um curto cessar-fogo.