Última hora

Última hora

Alemanha: Arguida de processo neonazi fala ao fim de dois anos

A principal arguida do julgamento de uma célula neonazi responsável pela morte de 10 pessoas na Alemanha prestou as primeiras declarações desde o

Em leitura:

Alemanha: Arguida de processo neonazi fala ao fim de dois anos

Tamanho do texto Aa Aa

A principal arguida do julgamento de uma célula neonazi responsável pela morte de 10 pessoas na Alemanha prestou as primeiras declarações desde o início do processo, em 2013. Mas as palavras de Beate Zschäpe foram lidas pelo advogado, numa declaração de 53 páginas.

Os crimes foram cometidos entre 2000 e 2007. Oito das vítimas eram de origem turca, uma era grega e uma era agente da polícia. A arguida afirma que os homicídios foram cometidos pelos dois parceiros. Zschäpe rejeita a responsabilidade material mas aceita a culpa moral. O advogado das famílias das vítimas mostrou-se insatisfeito com a declaração porque não respondeu a questões essenciais, nomeadamente sobre a escolha das vítimas.

A atuação da polícia foi desastrosa neste caso. O crime racial nunca foi uma hipótese de investigação e a ligação ao grupo neonazi foi descoberta por acaso em 2011, quando o par de assassinos se matou perante uma investida policial na sequência de um assalto a um banco.