Última hora

Última hora

Rússia impõe embargo a produtos alimentares ucranianos

Moscovo não perdoa a aproximação da Ucrânia à União Europeia. Dmitri Medvedev, o primeiro-ministro russo , confirmou nesta segunda-feira que vão

Em leitura:

Rússia impõe embargo a produtos alimentares ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo não perdoa a aproximação da Ucrânia à União Europeia. Dmitri Medvedev, o primeiro-ministro russo , confirmou nesta segunda-feira que vão alargar à Ucrânia o embargo aos produtos alimentares, já imposto aos países ocidentais.

Moscovo afirma que o acordo de comércio livre vai inundar o mercado russo de produtos europeus se o país não tomar medidas proteccionistas.

“Não temos que considerar de qualquer forma a posição da Ucrânia em relação ao interesse legítimo de Moscovo ou de qualquer outro grande país interessado nesta região”.

O embargo começará a 1º de janeiro, data da entrada em vigor do acordo de livre comércio entre Ucrânia e União Europeia (UE).

As autoridades russas tinham indicado que apenas adotariam a medida em caso de fracasso das negociações que começaram há alguns meses entre Moscovo, Kiev e Bruxelas sobre a aplicação do acordo de associação Ucrânia-UE.

Em Kiev o enviado da euronews lembra: “Implicar a Rússia num diálogo trilateral foi ideia da União Europeia para apaziguar Moscovo. Mas aos olhos da Rússia, o Acordo de Associação UE – Ucrânia é uma grande ameaça para o comércio nacional e interesses políticos “.