Última hora

Última hora

Síria: Rússia e Qatar negoceiam participação da oposição síria nas negociações de paz

A crise na Síria continua a dividir a comunidade internacional. A Rússia e o Qatar tentam concertar posições para manter as conversas para a

Em leitura:

Síria: Rússia e Qatar negoceiam participação da oposição síria nas negociações de paz

Tamanho do texto Aa Aa

A crise na Síria continua a dividir a comunidade internacional.

A Rússia e o Qatar tentam concertar posições para manter as conversas para a resolver o conflito.

Moscovo acredita que a solução passa pela manutenção do regime de Bashar al-Assad e pela criação de um registo dos grupos oposicionistas, pois só assim poderão sentar-se à mesa das negociações.

“Nas conversas de hoje chegámos a um entendimento com o homólogo do Qatar, sobre como podemos ajudar a certificar que tal delegação é formada, de modo que as negociações sírias possam ser eficazes. Não vou explicar os detalhes, mas tal entendimento foi alcançado hoje”, afirma o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov.

O Qatar acredita que o conflito apenas se resolve com a saída da al-Assad e opõe-se à criação de um registo dos grupos da oposição.

“No que concerne à lista de grupos oposicionistas, somos contra a classificação absoluta deles. O mais importante é entender a lógica por trás da razão que levou a que pegassem em armas”, informa o homólogo do Qatar, Khaled al-Attiyah.

Um grupo da oposição publicou, esta sexta-feira, um vídeo de um ataque contra um hospital, em Azaz, perto de Alepo. Os insurgentes afirmam que foram aviões russos e pelo menos seis pessoas morreram. Esta é uma informação que ainda não foi confirmada.

Desde o início da intervenção de Moscovo, a 30 de setembro, a Força Aérea russa realizou mais de 5 mil raides na Síria.