Última hora

Última hora

Erdogan critica apelo à autonomia lançado por líder pró-curdo

Em leitura:

Erdogan critica apelo à autonomia lançado por líder pró-curdo

Erdogan critica apelo à autonomia lançado por líder pró-curdo
Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de Estado turco classifica de “traição” o apelo à autonomia lançado por um dos líderes do HDP, Partido Democrático do Povo.

Recep Tayyip Erdogan não gostou de ouvir Selahattin Demirtas defender a criação de um Estado autónomo para os curdos, este fim de semana, durante um congresso.

Esta terça-feira, e antes de partida para a Arábia Saudita criticou as declarações do líder pró-curdo, mas não só.

“Os últimos desenvolvimentos na Síria estão a alimentar a organização terrorista do Partido dos Trabalhadores do Curdistão contra a nossa unidade nacional. O braço armado do PKK na Síria pensa que as YPG, Unidades de defesa do Povo estão a fazer avanços e querem trazê-las para o nosso país e isto está na origem do último incidente terrorista” afirma Erdogan.

O partido Partido Justiça e Desenvolvimento – do Presidente turco – venceu as legislativas de novembro, mas precisa do apoio de outras forças políticas – entre elas o HDP- para alterar a Constituição e instaurar um regime presidencialista.

Ancara diz que mais de 200 militantes do PKK foram mortos na sequência da ofensiva militar desencadeada há cerca de duas semanas no sudeste do país.

Sem avançar números, representantes do Partido Democrático do Povo lembram que os confrontos com o exército, também, provocaram a morte de civis.