Última hora

Última hora

Coreia do Norte: Destacado funcionário morre em acidente rodoviário

Figura de destaque da diplomacia norte-coreana, Kim Yang-Gon morreu, aos 73 anos, na sequência de um acidente de viação. Desconhecem-se para já as

Em leitura:

Coreia do Norte: Destacado funcionário morre em acidente rodoviário

Tamanho do texto Aa Aa

Figura de destaque da diplomacia norte-coreana, Kim Yang-Gon morreu, aos 73 anos, na sequência de um acidente de viação. Desconhecem-se para já as circunstâncias.

A Agência norte-coreana de notícias, KCNA, deu conta do óbito, registado na terça-feira. Kim Yang-On era secretário do Partido dos Trabalhadores. Assumiu também funções como diretor da polícia secreta da Coreia do Norte, mas destacou-se principalmente por ter chefiado as negociações de reconciliação com a vizinha Coreia do Sul.

O funeral de Estado, em homenagem a Kim Yang-Gon, está previsto para esta quinta-feira, em Pyongyang. Um facto que leva a crer que não trata de mais uma vítima de purgas do regime norte-coreano. Ao que tudo indica era uma figura muito próxima do líder Kim Jong Un. O líder norte-coreano tem vindo a afastar uma série de altos funcionários desde a morte do pai.

A morte deste diplomata, visto como um homem moderado, poderá representar dificuldades nos esforços para promover o diálogo entre as duas Coreias.

Visto como um aparente sinal de abertura por alguns, recentemente 400 famílias divididas, que não se viam há mais de meio século, tiveram oportunidade de se reencontrar, ainda que sob o olhar atento de ambos os lados. Algumas pessoas terão sido, alegadamente, escolhidas pela lealdade ao líder norte-coreano.