Última hora

Última hora

Merkel favorável a facilitar expulsão de refugiados delinquentes após agressões de Colónia

O chefe da polícia de Colónia foi demitido pela forma como geriu os casos de roubos e agressões sexuais contra mulheres, registados na noite de Ano

Em leitura:

Merkel favorável a facilitar expulsão de refugiados delinquentes após agressões de Colónia

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da polícia de Colónia foi demitido pela forma como geriu os casos de roubos e agressões sexuais contra mulheres, registados na noite de Ano Novo na cidade alemã.

Segundo o jornal Der Spiegel, foram apresentadas mais de 200 queixas. As autoridades dizem ter identificado 32 “suspeitos”, 22 dos quais requerentes de asilo.

Face aos acontecimentos, a chanceler alemã mostrou-se favorável a um processo de expulsão facilitado para refugiados que cometam crimes. Angela Merkel disse que “uma das questões é saber se as leis atuais são suficientes. Há indícios de que deve haver mudanças e a coligação, bem como os ministros do Interior e da Justiça, estão a debater acerca do que pode ser melhorado”.

Entre os suspeitos identificados, encontram-se argelinos, marroquinos, sírios e iranianos, bem como um iraquiano e um sérvio. A formação xenófoba anti-Islão Pegida aproveitou a ocasião para convocar uma manifestação para este sábado, em Colónia, entre a catedral e a gare ferroviária central, onde se registou a maior parte das agressões.