Última hora

Última hora

França: Contestação pelo poder de compra une setores público e privado

Dia tenso para os setores público e privado em França cujos trabalhadores cumprem hoje um dia de greve pelo poder de compra, e contra a reforma que

Em leitura:

França: Contestação pelo poder de compra une setores público e privado

Tamanho do texto Aa Aa

Dia tenso para os setores público e privado em França cujos trabalhadores cumprem hoje um dia de greve pelo poder de compra, e contra a reforma que abre o setor dos transportes à concorrência de empresas estrangeiras de baixo custo como a norte-americana Uber.

Os taxistas mobilizaram-se em pontos estratégicos de cidades como Marselha ou Paris e bloquearam a circulação, movimento que lembra as manifestações de julho do ano passado que terminaram em violência.

Rachid Boudjema, presidente do Sindicato dosTaxistas de Marselha comenta. “Vandalizam as profissões que rendem, as que pagam impostos, as profissões que respeitam as regras. Além disso temos ‘cowboys’ americanos (Uber) que vêm aqui fazer o transporte de pessoas e que não pagam nada em França.”

Enquanto isso, do lado de serviço público sobretudo no setor da educação, finanças ou saúde, 5,6 milhões de trabalhadores estão hoje implicados em mais de uma centena de eventos de contestação um pouco por todo o país.

As companhias aéreas, por seu turno, tiveram de reduzir em 20% a sua programação de voos devido à paralisação dos controladores aéreos que defendem o seu regime específico de prémios, que representa mais de metade do salário.