Última hora

Última hora

Incidentes com laser aumentam cada ano

A Companhia aérea Virgin Atlantic está a trabalhar com as autoridades britânicas para descobrir o autor do “ataque com laser”, que poderá ser

Em leitura:

Incidentes com laser aumentam cada ano

Tamanho do texto Aa Aa

A Companhia aérea Virgin Atlantic está a trabalhar com as autoridades britânicas para descobrir o autor do “ataque com laser”, que poderá ser condenado a prisão.

Um avião com 252 passageiros com destino a Nova York teve regressar ao aeroporto de Heathrow, em Londres, depois do piloto ser atingido por um laser militar manuseado por alguém em terra.

O piloto do Airbus A340 ficou com ferimentos e teve de ser hospitalizado logo que aeronave aterrou, no domingo.

“ É absolutamente necessário que o governo passe a considerar o laser como uma arma ofensiva que é o mesmo que andar com uma faca. O maior receio: imagine que isto ocorria no memento exato da aterragem e que os dois pilotos eram atingidos podia ter havido um grave acidente”.

Este passageiro conta: “Foi um voo muito perturbado e estavamos todos muito nervosos. Estava eu a começar a tomar a minha bebida quando o piloto fez o anúncio e percebemos que algo grave estava a acontecer pelo tom da sua voz. Por isso, foi muito assustador para ser honesto”.

Centenas de incidentes envolvendo feixes de laser visando aviões estão a aumentar a cada ano, de acordo com a autoridade da aviação civil britânica.

Um homem foi preso no início deste mês depois de um raio laser verde ter atingido os cockpits de vários aviões voando sobre Kent County, no sudeste da Inglaterra.