Última hora

Última hora

EUA: Condutor da Uber teria transportado passageiros entre assassínios

As autoridades norte-americanas tentam identificar as motivações do homem que abateu seis pessoas, durante o fim de semana, no estado do Michigan

Em leitura:

EUA: Condutor da Uber teria transportado passageiros entre assassínios

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades norte-americanas tentam identificar as motivações do homem que abateu seis pessoas, durante o fim de semana, no estado do Michigan.

Uma vigília em honra das vítimas decorreu esta noite em Kalamazoo, onde o indivíduo, que se entregou à polícia, trabalharia como condutor para a empresa de transporte entre particulares -Uber.

A companhia afirma que o homem não teria cadastro, quando a polícia tenta apurar se o condutor estaria em serviço durante os assassínios.

Segundo o chefe da polícia de Kalamazoo, Jeff Hadley:

“O indíviduo não tem cadastro, não encontrámos até agora quaisquer antecedentes criminais que pudessem apontar para este tipo de comportamento”.

Jason Dalton, de 45 anos, foi detido no domingo depois de se entregar às autoridades.

O homem, armado com uma pistola automática, tinha aberto fogo, aparentemente ao acaso, contra várias pessoas, num parque de estacionamento, num stand de automóveis e no exterior de um restaurante.

Segundo alguns media norte-americanos, Dalton teria transportado passageiros para a Uber, entre os tiroteios.

Entre as duas pessoas feridas durante os tiroteios, encontra-se uma rapariga de 14 anos, hospitalizada em estado crítico e que anteriormente tinha sido dada como morta.

A companhia Uber afirmou estar em contacto com a polícia para colaborar na investigação.