Última hora

Última hora

Pyongyang ameaça a Coreia do Sul com guerra relâmpago

A Coreia do Norte ameaça a Coreia do Sul de guerra relâmpago. Reagindo às manobras militares em curso de forças sul-coreanas e norte-americanas, a

Em leitura:

Pyongyang ameaça a Coreia do Sul com guerra relâmpago

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte ameaça a Coreia do Sul de guerra relâmpago. Reagindo às manobras militares em curso de forças sul-coreanas e norte-americanas, a agência de notícias estatal (KNCA) divulgou um comunicado do comando militar norte-coreano que fala da possibilidade de um ataque preventivo contra “os grupos armados que participam nestes exercícios militares.

Pyongyang avisa que está preparada para responder com uma guerra relâmpago, “numa operação militar de libertação de toda a Coreia do Sul, incluindo Seul”.

Segundo os média oficiais norte-coreanos, Pyongyang reserva-se o direito de lançar um “ataque nuclear preventivo”. Em reação, o ministro sul-coreano dos Negócios Estrangeiros pediu a Pyongyang que ponha fim às ameaças e provocações.

De acordo com a emissora de televisão estatal da Coreia do Norte, o líder Kim Jong Un assistiu na quinta-feira ao teste de lançamento de um míssil balístico e ordenou que o país aperfeiçoe a capacidade de realizar ataques nucleares.

Nas manobras em curso, no porto de Pohang (sudoeste do país), participam mais de 17 mil soldados, num contingente que integra mais de 12 mil militaires norte-americanos e cinco mil sul-coreanos, segundo um porta-voz do ministério da Defesa de Seul.

A decisão da Coreia do Norte de realizar um quarto teste nuclear em janeiro, seguido em fevereiro do lançamento de um míssil de longo alcance, violou várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU, que em resposta reforçou as sanções internacionais impostas ao regime de Pyongyang.