Última hora

Última hora

Perú: população reclama abertura de universidade

No Peru, confrontos entre a polícia e manifestantes causaram cerca de duas dezenas de feridos. Os protestos culminaram três dias de distúrbios no

Em leitura:

Perú: população reclama abertura de universidade

Tamanho do texto Aa Aa

No Peru, confrontos entre a polícia e manifestantes causaram cerca de duas dezenas de feridos.

Point of view

""Já se passaram cinco anos e durante este tempo eles andaram a enganar-nos""

Os protestos culminaram três dias de distúrbios no sudoeste do país.

A população da localidade de Pampas Tayacaja exige a abertura de uma universidade cujas instalações se encontram encerradas há cinco anos.

A violência irrompeu quando a polícia tentou levantar as barreiras numa estrada que havia sido cortada ao trânsito.

“Sempre disse e volto a repeti-lo – protestar é uma coisa, violência é outra. A polícia sabe que estaremos sempre do seu lado, ainda mais quando são vítimas de violência no cumprimento das suas funções”, afirmou o ministro do Interior, Jose perez Guadalupe.

A Universidade Autonoma de Tayacaja foi construída em 2011 mas nunca chegou a abrir as portas.

Os protestos causaram dois feridos graves entre as forças da ordem. Os manifestantes fizeram quatro polícias reféns que entretanto já foram libertados.

“Já se passaram cinco anos e durante este tempo eles andaram a enganar-nos. É por isso que tivemos que agir desta maneira”, disse um dos manifestantes.

As autoridades já confirmaram a realização de conversações entre os manifestantes e o governador da província de Huancavelica.