Última hora

Última hora

Venezuela: Maduro luta contra amnistia aprovada pelo parlamento

Perante milhares de apoiantes, Nicolas Maduro anunciou, esta quinta-feira, que o seu governo está a preparar uma série de mecanismos contra a Lei da

Em leitura:

Venezuela: Maduro luta contra amnistia aprovada pelo parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

Perante milhares de apoiantes, Nicolas Maduro anunciou, esta quinta-feira, que o seu governo está a preparar uma série de mecanismos contra a Lei da Amnistia e Reconciliação Nacional, adotada há 10 dias pela oposição, maioritária no Parlamento e que beneficiaria os presos políticos como o líder do partido da oposição Vontade Popular, Leopoldo López, condenado a quase 14 anos de prisão por violência, depois de uma marcha antigovernamental em 2014. O presidente venezuelano adiantou que já solicitou ao Supremo Tribunal para declarar “inconstitucional” esta lei.

A lei prevê a libertação de 76 “presos políticos”, bem como a amnistia para centenas de venezuelanos “perseguidos e exilados” por se oporem ao governo de Hugo Chávez, o falecido líder da Venezuela, durante 17 anos.

Do outro lado, os venezuelanos que apoiam a oposição saíram também às ruas exigindo reformas e a demissão de Maduro. Às portas da Comissão Nacional de Eleições os confrontos entre apoiantes do governo e opositores foi inevitável.

O país vive uma crise económica sem precedentes, que já levou o Presidente a decretar folga para os funcionários públicos à sexta-feira como forma de poupar eletricidade. Uma decisão precipitada pela seca extrema que a Venezuela vive, provocada pelo fenómeno meteorológico “El Niño”. Segundo palavras de Maduro.