Última hora

Última hora

Nova Iorque vota para decidir primárias para as presidenciais nos Estados Unidos

Hillary Clinton está confiante na vitória num Estado de que já foi a senadora. Donald Trump também irradia confiança, apesar de ter o aparelho partidário contra si.

Em leitura:

Nova Iorque vota para decidir primárias para as presidenciais nos Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

Milhões de americanos votam esta terça-feira, no Estado de Nova Iorque, numas primárias que podem acabar com as dúvidas sobre quem serão os candidatos dos partidos Democrata e Republicano às presidenciais de novembro.

Sorridente, do lado democrata, Hillary Clinton está confiante na vitória num Estado de que já foi a senadora, entre 2001 e 2009.

“Adoro Nova Iorque. As duas últimas semanas (de campanha) foram um prazer”, declarou aos jornalistas após votar.

O truculento Donald Trump também irradia confiança, apesar de ter o aparelho partidário contra si. Os republicanos procuram encontrar uma forma de evitar que o multimilionário seja o candidato do partido. Indiferente às críticas, Trump diz estar “orgulhoso” pelo que já alcançou e afirma que apenas quer que a América, um “país que esta perante problemas tremendos (…) volte a ser grandiosa”.

Motivado pelos triunfos recentes em alguns pequenos estados, Bernie Sanders necessita de uma vitória em Nova Iorque para encurtar distâncias para Clinton no número de delegados à convenção democrata, no final de julho.

Do lado republicano, Ted Cruz joga também as últimas cartadas para impedir a nomeação de Trump. Mas, as sondagens dão uma vantagem de dois dígitos ao controverso multimilionário de 69 anos. Cruz é apenas terceiro nos estudos de opinião, atrás de John Kasich.

Os inquéritos também dão uma vantagem de mais de 10% a Hillary Clinton sobre Bernie Sanders, mas nem sempre as projeções têm correspondido aos resultados nestas primárias.

A votação em Nova Iorque termina quando soarem as duas da manhã, em Lisboa.