Última hora

Última hora

Filipinas: Abu Sayyaf decapita turista canadiano

O Canadá confirmou e condenou a decapitação de John Ridsdel, sequestrado em setembro de 2015 pelo grupo islamita Abu Sayyaf, quando passava férias

Em leitura:

Filipinas: Abu Sayyaf decapita turista canadiano

Tamanho do texto Aa Aa

O Canadá confirmou e condenou a decapitação de John Ridsdel, sequestrado em setembro de 2015 pelo grupo islamita Abu Sayyaf, quando passava férias nas Filipinas.

A cabeça do turista canadiano de 68 anos foi encontrada na ilha remota de Jolo, algumas horas depois do fim do ultimato para o pagamento do resgate exigido pelos extremistas.

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, disse sentir-se “ultrajado com a notícia” da morte de Ridsdel “nas mãos dos seus captores” e sublinhou que “o Canadá condena, sem reservas, a brutalidade dos sequestradores e esta morte desnecessária”.

O turista canadiano tinha sido raptado durante a noite, a 21 de setembro de 2015, quando se encontrava a bordo de um iate na marina da cidade de Davao, no sul do arquipélado filipino. Ridsdel foi sequestrado juntamente com outro canadiano, uma mulher filipina e o gerente norueguês do complexo hoteleiro onde se encontravam os turistas. O grupo Abu Sayyaf tem ligações à Al-Qaeda e declarou recentemente a lealdade aos extremistas do Estado Islâmico.