Última hora

Última hora

Refugiados: Ninguém quer sair de Idomeni

As autoridades gregas querem realojar os migrantes e refugiados em centros de acolhimento oficiais, de onde podem ser deportados para a Turquia.

Em leitura:

Refugiados: Ninguém quer sair de Idomeni

Tamanho do texto Aa Aa

O campo de refugiados de Idomeni, na Grécia, perto da fronteira com a Macedónia, está a poucos dias de fechar.

Point of view

"Vamos ficar aqui, para onde podemos ir? Se voltarmos, vai ser pior. As pessoas esquecem-se do que aconteceu, ninguém vai falar sobre nós, nem ajudar-nos."

Com o fecho da rota europeia dos migrantes e o quase bloqueio das fronteiras, as autoridades gregas querem realojar os migrantes e refugiados, tirá-los deste campo improvisado e colocá-los em centros de acolhimento oficiais, de onde podem ser deportados para a Turquia.

Mas a opinião é quase unânime: Ninguém quer sair de Idomeni: “Vamos ficar aqui, para onde podemos ir? Se voltarmos, vai ser pior. As pessoas esquecem-se do que aconteceu, ninguém vai falar sobre nós, nem ajudar-nos. Nem os jornalistas, nem ninguém. Vai ser um grande problema”, diz um refugiado sírio. Outro homem, igualmente sírio, desabafa: “Nos outros campos não há nada, é como aqui. O mesmo tipo de vida. Aqui dão-nos um pouco de pão, um pouco de massa. Acham suficiente para um ser humano sobreviver?

A polícia grega distribuiu folhetos a explicar a situação, mas ninguém ficou convencido. Só as crianças encontraram alguma utilidade e usaram os folhetos para fazer aviões e barcos de papel, talvez imaginando que os poderiam utilizar para viajar até um sítio melhor.