Última hora

Última hora

Claudio Ranieri e o filme americano

A cidade de Leicester, no centro de Inglaterra, vive um momento único com o principal clube a uma vitória de se sagrar campeão pela primeira vez em

Em leitura:

Claudio Ranieri e o filme americano

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Leicester, no centro de Inglaterra, vive um momento único com o principal clube a uma vitória de se sagrar campeão pela primeira vez em 132 anos de história.

A euforia justifica-se facilmente, afinal de contas a equipa de Claudio Ranieri tinha como principal objetivo para a temporada a manutenção no principal escalão do futebol inglês.

Apesar de liderar a Premier League desde a vigésima terceira jornada, o técnico italiano nunca assumiu a candidatura ao título mas agora é inevitável:

“Agora temos uma oportunidade real para ganhar o título. Na próxima época ninguém sabe o que vai acontecer, isto é uma vez na vida.”

Ainda assim o experiente técnico de 64 anos sabe que é preciso manter os pés bem assentes no chão. Afinal de contas, o próximo jogo tem lugar em Old Trafford:

“Consigo perceber o ambiente de felicidade na cidade, é muito bom… mas é para os adeptos. Nós temos de trabalhar. E domingo vamos ter um jogo muito, muito difícil. Tenho um grande respeito pelo Louis van Gaal, pelos jogadores e adeptos do Manchester United e sei que vamos encontrar muitas dificuldades mas vamos com a mesma mentalidade.”

Uma receita que tem resultado ao longo da temporada. Ranieri treinou alguns dos maiores clubes sem sucesso e agora que se aproxima o fim da carreira está à beira de uma das maiores proezas na história do futebol:

“É importante terminar a história tão bem como num filme americano, em que o final é sempre feliz.”