Última hora

Última hora

Obra do compositor português do século XVII João Lourenço Rebelo tocada em Lyon

Em leitura:

Obra do compositor português do século XVII João Lourenço Rebelo tocada em Lyon

Obra do compositor português do século XVII João Lourenço Rebelo tocada em Lyon
Tamanho do texto Aa Aa

A obra “Dixit Dominus” do compositor do século XVII João Lourenço Rebelo sobe ao palco, nos dias 24 e 25 de maio, na cidade francesa de Lyon.

O compositor natural de Caminha integra a programação do concerto Célébrations: seis séculos de polifonia festiva europeia, do grupo Concert de l’Hostel Dieu, dirigido por Franck-Emmanuel Comte.

O agrupamento integra cerca de 50 músicos, entre instrumentistas e cantores, nomeadamente, o cornetista português Tiago Simas Freire.

João Lourenço Rebelo é o expoente máximo da composição a vários coros em Portugal no século XVII.

“João Lourenço Rebelo é o expoente máximo da composição a vários coros em Portugal no século XVII”, afirmou o músico português, em entrevista à euronews.

Tiago Simas Freire sublinha que a corneta é usada para substituir ou reforçar as vozes dos cantores na música sacra.

“É uma prática comum por toda a Europa dos séculos XVI e XVII que contribui para um som de conjunto mais rico, pleno e colorido”, acrecentou o cornetista português.

Joao Lourenço Rebelo é considerado como o maior compositor de música religiosa do século XVII, em Portugal, e também o mais excêntrico.

A obra do artista português cruza de uma forma original a tradição polifónica portuguesa, com a vanguarda musical do Barroco inicial italiano.

A obra de Rebelo é essencialmente composta por música sacra, vilancicos, hinos, salmos, um Te Deum e missas, uma das quais para 39 vozes, em homenagem ao 39º aniversário do rei D. João IV.

O espetáculo decorre esta terça e quarta-feira, na basílica Saint-Martin d’Ainay, em Lyon.

Mais sobre mundo